All our products
are
RoHs compliant




SMARTEC bv (PAY BAS)

tel +31 (0) 765205353

Site pour visiteurs francophones Site voor Nederlandstalige bezoekers Site for American visitors Site for British visitors Site for Irish visitors Site for Portugese visitors Site for German visitors Site for Austrian visitors Site for Czech visitors

Last update
25/11/2014

10.0.97.104
19:27:16



Ponha em marcha Javascript s.v.p. para ter a navigação


Os sensores de pressão SPD
Relativo, Absoluto ou Diferencial
Ponte, Analógica ou Digital


DESCRIÇÃO DO PRODUTO


As séries de sensores de pressão Dispositivos Inteligentes de Pressão SPD tem uma base de silicone e têm pontes resistivas no interior.  A voltagem de saída do sensor é linear à pressão aplicada. Os tipos disponíveis são de "relativo", assim como "absolutos" e "diferenciais".

SPDxxxG pressure sensor

Clique aqui para ver uma imagem maior

DESCRIÇÃO TÉCNICA


Os sensores baseiam-se em quatro resistências de silicone que são ligadas no modo de ponte. O valor de uma destas resistências muda quando é aplicada pressão. Esta mudança de resistência (e portanto a voltagem de saída da ponte) é linearmente proporcional à pressão aplicada. É expressa na forma de equação linear com dois parâmetros: Desvio e Amplitude. O desvio é a voltagem de saída quando é aplicada uma pressão zero e a amplitude é a diferença entre a voltagem de saída quando é aplicada a pressão máxima e o desvio.

PROBLEMA


Porque as resistências são feitas de silicone, o valor das resistência não só muda com uma alteração da pressão, mas também se altera consideravelmente com temperaturas variáveis. Este efeito é expresso nos coeficiente de temperatura da amplitude e do desvio. Para medir a pressão correctamente, tem de ser aplicada compensação de temperatura e os valores destes coeficiente têm de ser medidos como parte do processo de calibração. Dependendo do grau de precisão pretendido, isto pode ser feito com base num sensor ou com base numa série. Nota: Esta é uma propriedade dos sensores de pressão com base de silicone, em geral!

SOLUÇÃO


É muito bem possível estabelecer os valores do desvio e da amplitude, assim como os seus coeficientes de temperatura, mas nem sempre é necessário. Em certas aplicações, em que a precisão não é muito importante, estes sensores de pressão podem ser usados sem calibração, beneficiando do seu preço muito competitivo.

Contudo, se a precisão é importante e o processo de calibração não for opção para o utilizador, então escolher um sensor que possa ser calibrado na fábrica e que tenha uma saída analógica, deverá ser tido em consideração. Todos os sensores Smartec que têm uma saída analógica, foram compensados para o desvio, sensibilidade, tendência de temperatura e não-linearidade.

Nota: Se o utilizador optar por um tipo de sensor em ponte - não compensado - então o uso do Interface Smartec ITU poderá representar uma solução de interface muito boa (ver abaixo).

ESPECIFICAÇÕES


Estão disponíveis muitas gamas de pressão; a escala completa vai de 0,01 a 20 Bar. Os tipos de sensores mais vulgares são: Se quer ser capaz de identificar pelo nome qual é a gama de pressão, seja ele do tipo Relativo, Absoluto ou Diferencial e se o sinal de saída é Ponte, Analógico ou Digital, será aconselhável que leia primeiro a convenção de nomes de sensores de pressão.

Esta pode ser encontrada num documento de uma página spdnames.pdf. Para as propriedades eléctricas, e outros detalhes técnicos, por favor, consulte as respectivas folhas de dados (lista acima) que podem ser encontradas na nossa LOJA DE APOIO

SENSORES DE PRESSÃO DO TIPO PONTE E O INTERFACE ITU SMARTEC


Porque a pressão aplicada resulta num desequilíbrio da ponte resistiva no sensor, este sensor é especialmente indicado para ser usado em combinação com o Interface Transdutor Universal (ITU). O sensor de pressão pode ser directamente ligado ao ITU, que necessita apenas de uma entrada de microcontrolador para recolher os dados da pressão. O modo 13 dos dezasseis modos disponíveis do ITU suporta uma ponte com um elemento extra resistivo (como o PT1000, por exemplo), que pode ser usado para medir a temperatura ao mesmo tempo. Esta é a solução ideal para o fenómeno que foi explicado acima: a forte dependência das resistências de silicone em relação à temperatura. A versão absoluta (série SPDxxxA) vem com uma câmara de vácuo de referência, que é formada no molde durante a fabricação.

DICA: EVITE UM GOLPE DE ARÍETE


Em sistemas com base em fluidos, pode ser criado um chamado golpe de aríete fazendo parar e/ou iniciar o fluxo de líquido repentinamente. Os resultados de um golpe de aríete ou carga de impulso são devastadores para um sensor de pressão. Para mais informações, por favor, visite: OMEGA: GOLPE DE ARÍETE, um fenómeno complexo com uma solução simples

SUPPORT


All relevant documentation and files (data sheet, application notes, software etc.) for our products can be downloaded from the SUPPORTSHOP page.

 

       



IPGEO